TEATRO COLÓN – ESPLENDOR

TEATRO COLÓN

Buenos Aires é reconhecidamente a Capital Cultural da América Latina e não foi por nada que ganhou esse título. Um muito título bem dado, porque entre tantas livrarias, feiras, teatros, cinemas, museos, que a cidade oferece, não poderia ser de outra forma.

Um ícone maravilhoso é o TEATRO COLÓN, construção datada de 1857 na sua “primeira edição”. Houve várias reconstruções do teatro, a última terminada em 2010, um trabalho incrível realizado entre arquitetos, engenheiros e restauradores, cujo resultado é o que hoje vemos.

TEATRO COLÓN

 

Tive o prazer de receber um convite, do Governo da Cidade de Buenos Aires, desde o setor de Turismo Buenos Aires, para uma visita guiada especial, organizada pelo arquiteto Eduardo Masllorens, responsável pela última obra de restauração do teatro. Foram duas horas caminhando pelos seus 40.000m2, conhecendo cada cantinho, cada setor, vendo em detalhes as obras de arte e podendo perguntar de tudo. Se antes eu já indicava o teatro como uma visita obrigatória em Baires, agora ainda mais.

Teatro Colón é, além de um edifício maravilhoso, também uma escola, uma fundação e uma pequena fábrica, de onde saem desde os artigos físicos para as obras até os artistas das mesmas. Produtores do mundo inteiro contratam os serviços do Colón para produzir suas obras (coisa que eu nem imaginava) dada a alta qualidade do resultado final. Detrás das cortinas há um mundo imenso onde trabalham mais de 1000 pessoas de maneira fixa, além dos contratados eventuais. Possui seu próprio corpo de baile, com bailarinos que saem da sua escola; da mesma maneira o fazem com os cantores líricos.

TEATRO COLÓN

Uma das coisas mais incríveis que já vi foi a organização do vestuário e sapatos para as obras. São estantes organizadas em filas de pares e mais pares de sapatos e botas, bolsas, roupas de época, que são re-utilizadas e restauradas para cada peça. Nem falar da estrutura do armado das cenas, com móveis, carros, pilares, alguns tão altos que eu me perguntava como faziam para transportá-los pelo teatro… Portas que se abrem de um lugar a outro, revelando salas escondidas… Difícil não começar a acreditar no Fantásma da Ópera! Realmente maravilhoso e organizado.

As salas de ensaio também chamam a atenção. Nesta visita havia duas obras sendo ensaiadas, uma bailarina principal com o pianista repassando seu solo e a orquestra filarmônica de Berlim em outra sala. Eu poderia ficar somente nos bastidores me deleitando com essa parte…  Uma forma de ver as obras desde outro lugar.

A escola de balé é frequentada por alunos do mundo inteiro. Quando pequenos, os futuros bailarinos são avaliados e aceitos (ou não) na escola, a partir dos seis anos de idade. E aí, começa a maratona do bailarino. É imprescindível que o aluno continue estudando e termine a escola de ensino regular e nisso os administradores do teatro são muito rígidos: notas baixas e ausências não justificadas no currículum escolar não são aceitas e são motivo para desligamento da escola de balé. Isso porque há muitos meninos e meninas esperando por uma vaga, já que o curso é todo subsidiado. É, a vida de bailarino não é fácil…

Os móveis dos salões do teatro são também um caso aparte, quase todos seguindo um estilo francês da época da sua construção. Muitos são intocáveis, já que por conta de sua “idade”, ainda que restaurados, não tem mais a mesma resistência.

TEATRO COLÓN

O teatro também incentiva muito a cultura local, oferecendo passes especiais para a terceira idade, desconto para os menores de 35 anos, opções de obras infantis, sessões gratuitas com o apoio do Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires. Também há diferentes preços dependendo do horário e dia em que a obra é apresentada e descontos para os que desejam comprar um passe anual ou semestral. Muitas empresas patrocinam o teatro (entre elas, algumas brasileiras), fazendo com que todo esse trabalho seja possível, assim como a oferta de valores acessíveis a todos.

Dentro do segundo salão do teatro sempre há uma mostra de arte para que os visitantes possam entrar em contato com artistas locais que talvez não conheçam.

Uma das atividades mais interessantes para quem visita Buenos Aires é sem dúvida a visita guiada. São 45 minutos recorrendo o os salões, com guias poliglotas que vão explicando toda a história do lugar. Uma oportunidade única de ver o teatro fora do ambiente de uma obra, durante o dia, devagar e sem pressa, além de ver o salão principal e ter noção da sua grandeza; as visitas são organizadas com saídas a cada 15 min, de 09:00h a 17:00h, na porta lateral do teatro, sobre a Calle Tucumán. Dica: ir no primeiro horário da manhã ou no horário de almoço, são os mais tranquilos.

Teatro Colón está localizado na Av. Cerrito, bem pertinho do Obelisco e do Centro Histórico. Recomendo aproveitar o mesmo dia para também andar por esses lugares lindos. Uma outra opção é usar o Bus Turístico, que faz o passeio por todos os pontos turísticos da cidade, com várias paradas, incluindo o teatro.

Ou, contactar a LiaTour, que oferece todos esses passeios e outros mais. De qualquer maneira e independente da opção, visitar o teatro e aproveitar Buenos Aires, sempre! Boa viagem!

Fotos cedidas pelo Ente de Turismo da Cidade de Buenos Aires

BÔNUS TRACK

  1. AGENDA MENSAL DO TEATRO
  2. COMPRA DE ENTRADAS ON LINE
  3. COMPRA DE VISITA GUIADA ON LINE