DICAS

Cortado con alfajor

POPULAÇÃO

3,046,600 (Capital) e 15,625,084 (área metropolitana)
TEMPERATURA MÉDIA: em Janeiro 32°C e em Julho 10°C
1. Pessoal, é fato: argentino dirige muito mal. Eles mesmos sabem e o dizem. Se o turista tiver que dirigir aqui, vai ficar doido. Não há respeito pelas sinalizações, não dão sinal de luz, não param para os pedestres, nada. Resumindo: MUITO CUIDADO se tiver que dirigir aqui.- Baires não é mais violento do que São Paulo, por exemplo. Então essa idéia de que aqui vão te assaltar em cada esquina é balela. Mas é bom ter cuidado, porque é uma cidade grande e tem de tudo. Exemplo: não vai sair contando dinheiro na rua nem fotografando à meia noite!- Transporte coletivo: até não muito tempo atrás para poder viajar de ônibus, trem ou subte(metrô), somente pagando com moedas. Hoje em dia temos o cartão SUBE, portanto não as precisamos mais. SUBE é um cartão magnético no qual você coloca a quantidade de $$ que quer e utiliza para pagar qualquer meio de transporte público. Estrangeiros agora podem ter o cartão, adquirindo em vários postos de venda, apresentando algum documento – identidade nos países do Mercosul ou Passaporte do Mercosul.
2. Em Buenos Aires come-se muito bem e o preço é justo. O café nacional é horrível. Massas e pastelaria maravilhosos (farinha de trigo excelente). Carne nem preciso dizer. Quando for tomar café, peça sempre café expresso. Se for tomar café nacional, o “Bonafide” é excelente, além do que vendem café recém moído de diversos países, inclusive Brasil. Outra dica é ir ao Café Martínez (http://www.cafemartinez.com.ar/) – estão por toda a cidade e o café é muito bom (além dos bolos e tortas!!). E se quiser não arriscar mesmo, Starbucks rocks in every corner.
3. Não se irrite! Os “porteños” – argentinos nascidos na Capital Buenos Aires – não tem muita habilidade ao tratar os turistas e irritar-se com eles é fácil, fácil. Mas não vale a pena, porque o país é lindo e a cidade de Buenos Aires é maravilhosa e há muita gente boa que gosta dos brazucas.
4. Quando pegar taxis de rua não pague com notas grandes, tipo de 100 pesos. Há uma gang por aqui que troca a sua nota verdadeira por uma falsa sem que você perceba e depois diz que A SUA era falsa. Então o melhor é pagar o táxi com o troco pequeno, o mais próximo do valor da corrida.- Prefira chamar os rádio táxis e usar mais os chamados “remises” ou transfers de pessoas conhecidas – são como taxis privados, que custam um pouquinho mais caro mas a segurança é muito maior.
5. Não ir embora sem comprar uma caixa de “Alfajores” y outra de “Havanetes” na Havanna (http://www.havanna.com.ar/). Ou do Cachafaz. Imperdíveis.- Para quem gosta de cozinhar: comprar margarina ou óleo em aerosol e farinha de trigo com fermento agregado. Excelentes!! Só não leve na bagagem de mão, coloque “mocado” na sua bagagem despachada, porque se o pessoal da “aduana” não estiver de bom humor, babau…- NÃO COMPRE ROUPA NA CALLE FLORIDA. É caro, preço para turista. Prefira a Av. Santa Fe, os outlets ou o bairro do Once. Você economiza, compra muito e prestigia o comércio local. Até os Shoppings são mais baratos do que Florida, se estiver procurando roupas estilosas e de marca, principalmente em julho e janeiro, onde estão todas as liquidações.

6. Se tiver dor de cabeça compre o paracetamol ou o mejoral. Se tiver inflamação o ibuprofeno. Tem infantil também, ambos. Urgências médicas: peça para ir ao SANATORIO (hospital privado) e não ao HOSPITAL (público). Pague sem chorar e seja bem atendido. Os médicos aqui são excelentes em ambos porém a “hotelaria” dos sanatorios é bem melhor e já que a situação é emergencial, ao menos não se deprima.

7. Visite o Unicenter, o maior shopping da América Latina. E as Galerias Pacífico, história pura em formato de Shopping. E o Patio Bullrich, chiquérriimoooo!! E os outlets da Villa Crespo, onde comprar é “the best”!

5 Thoughts to “DICAS”

  1. gilsane

    Oi pessoal!
    Também vou deixar minha contribuição. Sempre que meu marido e eu viajamos lemos as dicas e aproveitamos muito cada uma delas!
    Chegamos a Buenos Aires no dia 12/06 e aproveitamos intensamente cada dia. Não é a primeira vez que vamos, mas sempre tem algo novo para ver e conhecer! Os preços estão bem bons para nós brasileiros. Cuidado com os taxímetros!!! Pegamos um taxi hoje do centro até o Aeroparque, onde vimos com varias pessoas e taxistas que daria entre 45/50 pesos e o taxista que nos levou tinha um “esquema” no próprio taxímetro onde os valores subiam aleatoriamente, saltando duas, tres vezes o km rodado. Por sorte vimos e chamamos a atenção do taxista. Desde então os números foram subindo de forma correta. Mesmo os taxis estando super baratos a nossa corrida acabou custando $100 por uma malandragem dele e não pelo trajeto, que estava correto! CUIDADO!
    Abraço e boa viagem!

  2. Elisabete Almeida

    Informações precisas,gostei demais.

  3. Maria da Penha Salazar Silva de Amorim

    Gostaria de morar em Buenos Aires pelo menos 2anos, um pouco cansada do Brasil, isto começaria em janeiro de 2018 ( coisas a deixar acertadas). Quero um apartamento de 2 quartos muito bem localizado e bem montado, resumindo, moderno. Poderiam me ajudar?

    1. BAPBADMIN

      Oi Penha, tudo bem?
      Obrigada por seguir o blog! O melhor lugar pra você procurar apartamentos, sendo estrangeiro, é aqui: http://buenosaires-parabrasileiros.com/hospedagemembaires/aluguel-temporario/
      São sérios e trabalham com apartamentos de qualidade. Sorte e abraços!

Leave a Comment